Sábado, 27 de Fevereiro de 2010
AI QUE TERRORISTAS DA BANHA DA COBRA...AGORA SÓCRATES FOI TODO ALEGRE PARA MOÇAMBIQUE //// ANTES FAZIA PARTE DO PRIMEIRO MUDO ...AGORA SÓ FAZEM PARTE DO TERCEIRO MUNDO...Cuidado Sertã, Vila De Rei, Proença A Nova, Mação, Gavião, Oleiros, Loule.

 

As coincidências são tantas com Sócrates e o PS e sua companhia ilimitada . Que é impossível que não haja nada de traz das cortinas a mandar. Querem ver um exemplo aqui bem perto. Cardigos o homem que representava o PSD na Junta Da Freguesia estava velho e cansado. Então resolverão deixar outra pessoa mais nova representar PSD a Junta Da Freguesia de Cardigos. Este rapaz chama-se Paulo Silva nasceu em Lisboa e decidiu vir enriquecer o nosso meio rural em termos de juventude e ganhou a Junta Da Freguesia de Cardigos. O verdadeiro problema é que ele trabalhava para uma Caixa Geral Bancária em Cardigos e que mais ou menos pertence ao governo ou qualquer coisa assim. No culto Português coisas assim são sempre controladas por aqueles SENHORES DOUTORES NINGUÉM DO 25 DE ABRIL . Estes que hoje dominam todos os postos chaves da nossa sociedade Portuguesa sem o merecer...O que aconteceu foi logo um grande " Push Back " por traz das cortinas. Meterão lhe logo os paus nas rodas. Quando souberam que ele se representou como PSD uma semana depois foi logo enviado para Vila De Rei trabalhar, numa sucursal alheia, num Concelho mais longe...Como Aviso...Mas Ganhou...Isto será verdade ou folclore ou o Português ainda a Democracia aqui não chegou????? E PROVAS OU CULPADOS NÃO INSISTEM ?????TIVERAM QUE MUDAR NAQUELA SEMANA?????


Carta que avisou Vara das escutas está assinada

 

 

A carta que Armando Vara recebeu, no início de Junho do ano passado, e que revelava que o telemóvel de José Sócrates estava sob escuta não é anónima. Está assinada por um indivíduo que até facultou o seu número de telemóvel para o ex-administrador do BCP, se assim o entendesse, o contactar. O DN ligou para o número. Do outro lado, um homem, cujo nome bate certo com o que consta da carta, atendeu. P. N., porém, negou que alguma vez tivesse escrito tal documento.

A missiva tem no cabeçalho e no final o nome P. N. (o DN não o revela na íntegra, por expresso pedido do interlocutor). E, segundo informações recolhidas, já estará a ser investigada pelo DIAP de Coimbra, onde decorre um inquérito sobre eventuais fugas de informação para alguns arguidos do processo "Face Oculta".

O documento, que terá chegado às mãos de Armando Vara no início de Junho de 2009, foi apreendido pela Polícia Judiciária, em Novembro de 2009, na primeira série de buscas feitas no âmbito daquele processo. O autor é claro: "Avise ou mande avisar o amigo José Sócrates que o seu telefone encontra-se em escuta (não por email, nem por telemóvel ou telefone). Só soube ontem de fonte segura. Se for preciso contar-lhe-ei tudo em pormenor (sem ser por email ou telefone)." O autor da carta diz ainda que ao escrever a Vara se encontra "um pouco nervoso", pedindo ao ex-administrador do BCP que, "depois de a ler", destruísse o documento.

O caso ganha alguns contornos surreais, uma vez que ontem, contactado pelo DN, o tal P. N. que consta como autor da carta negou a autoria da mesma. "Não conheço o Armando Vara, não escrevi carta nenhuma", garantiu. O homem, que confirma viver em Coimbra, foi questionado sobre se já foi ouvido pelo DIAP local. "Não sei nada disso, nunca fui ouvido", garantiu (ver entrevista em baixo).

Este é o problema: a carta está assinada por um P. N. que indicou um número de telemóvel. O DN ligou para o número. Um P. N. atendeu, mas negou terminantemente a autoria da missiva. Outro problema é que este mesmo P. N. assegurou que tinha este número há apenas um mês. Mas este número está num nome igual ao seu, pelo menos há oito meses na carta de aviso que foi para Vara.

Ao que o DN apurou, Armando Vara não terá contactado P. N., porque, segundo o que disse em entrevista à RTP, não "ligou à carta", tendo-a guardado numa gaveta (onde a PJ a foi encontrar). "Não liguei nada, nunca mais pensei no assunto", afirmou.

Vara foi confrontado com esta carta durante o interrogatório no DIAP de Aveiro. O procurador Marques Vidal estava convicto de que foi Vara que informou os outros arguidos do processo "Face Oculta" de que estavam a ser escutados, levando à troca de telemóveis e cautela no conteúdo das conversas.

Mas, a ser verdade que a fuga foi feita através desta missiva, cairá por terra a tese que ontem o jornal Sol fundamentava, segundo a qual só a partir do momento em que o procurador-geral da República soube das investigações os arguidos foram informados da vigilância.

A carta terá sido entregue no edifício do BCP e chegado às mãos de Vara no início de Junho de 2009. Porém, segundo as escutas telefónicas, Vara continuou a falar normalmente ao telefone, sendo interceptado em várias conversas, hoje consideradas comprometedoras. A dúvida é se, de facto, deu algum crédito à missiva ou a ignorou completamente.

Fuga da Procuradoria?

O PGR foi informado a 24 de Junho, numa reunião com Marques Vidal e o procurador distrital de Coimbra. Segundo o Sol, poucos dias depois, a 7 de Julho, os investigadores da Polícia Judiciária que realizam as escutas telefónicas juntaram a seguinte informação ao processo: "Resulta das intercepções das comunicações de e para os telemóveis utilizados pelos suspeitos Manuel Godinho, Armando Vara e Paulo Penedos, que, pelo menos no dia 29 de Junho, aqueles assumiram como fortemente provável, senão mesmo certo, que os telemóveis por si utilizados, ou pelo menos alguns deles, estariam interceptados."

Esta conclusão, acrescentam os elementos da PJ, "advém quer do conteúdo das conversações quer da verificação de uma diminuição acentuada do tráfego de comunicações".

 

 


Convite

Sócrates dá primeiro sinal a Alegre

por DAVID DINISHoje

 Primeiro-ministro sugeriu ao candidato presidencial que integrasse a sua comitiva na visita a Moçambique

Uma semana depois da entrada de Fernando Nobre na campanha presidencial e dos avisos de Manuel Alegre de que não será "candidato a qualquer preço", aparece o primeiro sinal de reaproximação do líder socialista ao seu ex-deputado. Sócrates convidou Manuel Alegre para integrar a sua comitiva na visita oficial que realizará a Moçambique na próxima semana. E o poeta aceitou.

Oficialmente, a razão para o gesto de simpatia é esta: Alegre foi o presidente do júri do Prémio Leya, que premiou, este ano, o escritor moçambicano Borges Coelho. A entrega será feita em Maputo e ficou agendada para quinta-feira, o penúltimo dia da visita oficial. A data estaria já acertada e, segundo o Expresso, foi Alegre quem ligou a Sócrates para lhe contar a "coincidência". Acto seguinte, o primeiro-ministro não só incluiu o acto na sua agenda oficial como convidou o socialista a viajar consigo, como convidado de honra.

Não há quem o confirme oficialmente. Mas o certo é que o gesto de Sócrates já é lido publicamente como um primeiro gesto de aproximação. Alegre, já se sabe, espera por um apoio oficial do seu partido na corrida a Belém. Sócrates já disse que só depois de votado o Orçamento do Estado decidirá. Mas esse estará fechado daqui a duas semanas.

Mas nem só de Alegre viverá a viagem a Moçambique, a primeira saída do chefe do Governo nesta segunda legislatura. O primeiro- -ministro leva consigo cinco ministros (Luís Amado, Santos Silva, Vieira da Silva, Helena André e Gabriela Canavilhas) e outros tantos secretários de Estado. Convidou 53 empresários, sete representantes de associações empresariais e 12 líderes institucionais.

Uma comitiva recorde, sobretudo com razões económicas. "Queremos manter uma linha que tem dado resultados", alega fonte oficial de São Bento: "Concretizar projectos empresariais que dêem ganhos claros na balança comercial." E ela bem precisa. É que, apesar das melhorias registadas nos últimos anos, Portugal é apenas o 7.º fornecedor de Moçambique. As exportações totalizaram, em 2009, 120 milhões de euros, o que faz daquele país o 27.º na lista dos destinos nacionais. "Ainda é pouco", assume a mesma fonte.

Durante os quatro dias de estadia em Maputo, Sócrates terá vários momentos para promover os empresários que leva no avião. Sobretudo um fórum dedicado às energias renováveis, o ex libris'do seu Governo. Para o primeiro-ministro, Portugal tem já experiência suficiente para criar investimento lá fora nesse domínio. E, para isso, os países lusófonos são -obviamente - o melhor terreno para começar. De resto, a experiência em Cabo Verde parece prová-lo, estando já em construção dois projectos de centrais solares. Moçambique será, quem sabe, o próximo.

Pelo meio, haverá lugar à tradicional passagem pela Barragem de Cahora Bassa, de que Portugal é ainda accionista. Momento simbólico, como o da passagem pela sempre visitada Escola Portuguesa de Maputo, que nenhum chefe de Governo dispensa da agenda oficial. Será na sexta-feira, antes do regresso a Lisboa.

publicado por Verde Pinho às 08:05
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De José Carlos a 2 de Março de 2010 às 15:08
Este país é uma autêntica palhacada..... se o PS e o Sócrates não valem nada, o resto não lhe fica atrás. Parecem abutres atrás do "poder", ainda o cadáver está quente e logo aparecem eles aos montes para o seu festim. Andam todos à procura do mesmo isto é, através da manipulação, da propaganda pura e simples, do populismo barato e sobretudo da mentira eles conseguiram fazer crer que viviamos em democracia quando na realidade disso só tem o nome!!!! A população portuguesa tem sido enganada, expoliada, usurpada, explorada por uma casta que além de extremamente mentirosa e populista tem-nos ROUBADO descaradamente, basta para isso ver o que é que esses meninos ganham na reforma(s) nos salários que auferem e nas regalias que se autorgam.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.links da zona
.arquivos

. Agosto 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Setembro 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

blogs SAPO
blogs SAPO
.subscrever feeds